Fim de conversa

Atualizado em: 17/07/2017 20:26:01

...O filme inspirou-se no conhecido livro do escritor inglês H.G.Wells, de 1895...

Foto: Arquivo Pessoal
resized image

 Nesses dias escrevi três artigos anteriores a este mencionando uma certa influência espiritual no planejamento que rege as atuais transformações da humanidade. Citei minha dedicação a esses estudos que vem há mais de 40 anos.  Estou convencido de que somos de certo modo manobrados por influências fora do nosso controle racional. Claro que o leitor pode me achar meio doido. E perguntar: onde esse cara foi arranjar esse tipo de conversa? Não tiro a sua razão.

            Mas gostaria de resgatar minha primeira influência nesse assunto. Em 1973 caiu-me nas mãos um livro chamado “O Despertar dos Mágicos – uma introdução ao realismo fantástico”. Escrito por dois sociólogos. Um francês, Jacques Bergier, e um norteamericano, Louis Pawells. O seu conteúdo abrange temas tão diversos como a alquimia, sociedades secretas, civilizações perdidas, o estranho, as religiões e as ciências ocultas ou esotéricas, com base em provas antigas (como o Mar Morto), livros de pesquisa de autores reconhecidos ou não, revistas e livros sobre ficção científica ou literatura de fantasiaQuem se interessar vai encontrá-lo em PDF no Google.

            Busquei por inúmeras outras fontes e mais recentemente tenho me pautado por tendências da política, da economia atuais, das mudanças sociais no mundo inteiro, e até mesmo por alguns indícios chamados de profecias. Mas nem precisava delas. A realidade atual é tão massacrante que dispensa outras fontes de informação sobre esse realismo fantástico que nos atinge.

            Sugiro a quem se interesse pelo tema, que assista o filme “A Máquina do Tempo”,  e nela preste atenção na fase final, onde se vê a civilização humana no futuro. Perfeitamente plausível! O filme inspirou-se no conhecido livro do escritor inglês H.G.Wells, de 1895.

            Fundamentalmente estamos no meio de uma travessia que nos levará a um inevitável humanismo que perdemos lá pelo século 19, a partir da chamada Revolução Industrial. A construção do capital moderno massacrou o humanismo secular. Ele está no processo de parto nestes anos em que estamos vivendo. Voltarei ao assunto.

Onofre Ribeiro é jornalista em Mato Grosso

onofreribeiro@onofreribeiro.com.br  
www.onofreribeiro.com.br
 

Onofre Ribeiro

 

O Rádio, por suas características, entra na mente das pessoas e lá trabalha, criando um teatro individual. Desperta emoções e produz atitudes. Leia mais

MANTENHA CONTATO!

Últimas postagens

resized image
Primeira escola de Palhaçaria de MT abre inscrições para curso com professores renomados
18/08/2017
resized image
TSE faz remanejamentos de zonas eleitorais; Sinop e Sorriso perdem uma cada
18/08/2017
resized image
Escoamento da safra de grãos encarece no Brasil
18/08/2017

MURAL DE RECADOS

  • MAYSA VENTURA
    Parabéns pelo Site, agora de cara nova e pelas matérias postadas, sempre os áudios no jornal 1010 ....! Grande abraço a todos.

  • ROBERTO SHOW
    Olá pessoal do MT Via Rádio parabens pelo o trabalho de informação e a ajuda que nos dá para abrilhantar a nossa programação... 

Todos os Recados

MT Via Rádio © Copyright 2014 - Todos os Direitos Reservados - Esse site é melhor visualizado em resolução 1024 ou superior

Desenvolvimento por: Ricard Cristian